2 de março de 2011

"Querida Júlia" aposta na actualidade!


Com a estreia de "Querida Júlia" agendada para 14 de Março, o estúdio tem de começar a ser preparado. Assim, e segundo a TV Guia desta semana, será necessário gravar alguns dos episódios de "Companhia das Manhãs".

Mas as novidades não se ficam por aqui! O novo talk-show das manhãs de Carnaxide irá apostar em forte na actualidade. Temas como o espancamento da ex-mulher de Rui Costa e o quinquagésimo aniversário da Guerra do Ultramar serão destacados nas primeiras emissões de "Querida Júlia". Com a ajuda de Pilar Dias, a apresentadora terá uma colega da TVI a seu lado, em busca de casos com grande interesse por parte do público português.

Com a realidade a ser a protagonista do novo projecto de Júlia Pinheiro, Hernâni Carvalho acaba assim por desempenhar um papel fundamental. Ao que parece, o jornalista terá a seu cargo um espaço semelhante ao de "Companhia das Manhãs", mas com casos ainda mais chocantes, com histórias de vida que não deixem ninguém indiferente. Assim, os espaços de humor serão, numa primeira fase, esquecidos. "O programa não terá sketches de humor", confessou fonte de Carnaxide. Para além disso, os artistas musicais também não serão aposta para esta primeira fase de "Querida Júlia": "Só em casos muito especiais teremos artistas a actuar em estúdio".

Resta agora esperar para verificar se todas estas ideias irão surtir efeito no futuro!

Quiosque: TV Guia

11 comentários:

meteo@lentejo disse...

um programa da manhã sem momento musicais é logo um erro

TVI Blog disse...

Exactamente meteo@alentejo!

Um programa sério, digamos assim, com mais casos criminais, ou histórias de vida, pode não ter um futuro risonho a longo prazo. A Júlia sozinha como sabem não faz milagres.

E aqui está a oportunidade do 'Você na TV', que tem bastantes momentos musicais, e é muito rico em humor e diversão. Tudo o que a SIC não apostar no programa da manhã, a TVI concerteza que irá estar atenta (como já o disse) e irá fazê-lo, e poderá dar-se bem.

Além de que o programa matinal da TVI conjuga as duas vertentes, a séria e a de diversão, e é disso que o povo precisa.

Esperemos pelo formato então, e depois veremos os números. Para já estas análises ainda não são baseadas em factos, mas suposições.

TVI Blog disse...

Mas no entanto já foi confirmado nesta notícia, que à partida o programa não terá sketches de humor e momentos musicais nos primeiros tempos, o que é de certo modo arriscado.

Mas não sei porque, mas isto cheira-me a 'Dr. Phil' ou a 'Oprah Show'.

Anônimo disse...

Fazer um programa sem momentos musicais e sem humor é já por si um erro. Começar a manhã com desgraças e histórias de vidas marcantes, não é de todo um bom começo, as pessoas querem animação já lhes basta os problemas do dia-a-dia.
Contudo, não posso criticar mais sem ver primeiro, mas se isto se confirmar, prevejo que dia 14 de Março, pela curiosidade, a SIC irá conseguir superar a TVI, contudo o Goucha e a Cristina deverão continuar a ser lideres...

Anônimo disse...

Vocês estao a gozar?
Já chega todas as manhas, ouvir musica pimba!
Sempre os mesmos, Toy e afins!
Já basta a Tvi e a RTP!
Quanto a não ter Sketches acho mal!
Tenho saudades do Eiró!
Quero lá saber das audiencias

Anônimo disse...

Não sei que programas vês de manha...pois eu costumo ouvir todo o tipo de música nesses programas, desde o pimba, passando plo fado, pop etc..
Pois, são as audiências que fazem um canal, de tão fracas eram na sic que culminou com o fim do programa "Companhia das Manhãs".

E já agora o Nuno Eiró está no programa "Nico à noite" na RTP1 todas as sextas às 23h

Ass: Márcia

Anônimo disse...

eu acho que a sic faz bem.
Mas também acho que se isso vai acontecer de tarde deveria de haver uma grande mudança!
Com música, humor e alegria isto tudo a tarde!

TVI Blog disse...

Anónimos um talk show convém ter todo o tipo de temas, e ambientes, se é que me faço entender. Acha que os portugueses vão aguentar todos os dias um formato, que pelo menos no 1º mês não vai ter humor nem música ?.

É que não duvide que quem ganha são as palhaçadas do Goucha e da Cristina.

Se um talk show tiver música, humor, histórias de vida, espaço para a fofoca, para a informação, para os espaços criminais, passamentos etc. É um talk show rico, e disso se faz o sucesso, da riqueza do conteudo, e hoje em dia isso é essencial em televisão.

O 'Você na TV' tem esses ingredientes, não foi à toa que foi considerado o melhor talk show da tv portuguesa em 2009.

Aguardemos por 'Querida Júlia'.

Anônimo disse...

Acho muito massudo e com muita carga, a maioria das pessoas não vão-se sentir como um peixe na água porque são os mais velhos que veem estes programas e quanto mais intenso pior...

Maria A. disse...

Como toda a gente, estou curiosa em relação ao programa «Querida Júlia».

Porém...verifico com surpresa que as pessoas não querem mudar, num marasmo que até faz pena!
É sempre: «bacalhau com batatas, batatas com bacalhau, bacalhau sem batatas... se há uma confecção de pratos diferentes...há logo vozes que discordam!

Ora o modelo de «VNTV» não tem nada de novo em relação aos programas da manhã da SIC ou da RTP!

SE surge alguém que faça pratos diferentes, perdão, que crie um alinhamento que promete ser diferente...logo há alguém que «berre pelo bacalhau com batatas, igualzinho ao confeccionado até agora pelas estações».

Mas parece que é na inovação, que reside a diferença!
Igual ao que já se faz, com os mesmíssimos pratos...qual o interesse?

A Júlia Pinheiro não é nenhuma principiante! A Pilar Dias também não! O mesmo em relação à Endemol, conhecedora como ninguém do que há a fazer.
Vamos esperar! E o Goucha que se cuide no novo campeonato!
Ele próprio o diz, quando fala de querra diabólica!
A Júlia mudou para a SIC atrás de um projecto...e vai pôr toda a sua experiência e talento para o cumprir!

Maria A. disse...

Só faltou acrescentar uma coisa: o Hernâni Carvalho no seu programa «Registo criminal», que teve óptimas audiências, mostrou bem que sabe como confeccionar um bom prato dentro do Programa das Manhãs.

E não é uma rubrica de humor, nem faz parte do panorama musical.

Claro que a SIc vai ficar atenta, e se faltarem «pratos»... é só acrescentá-los!
Mas não creio!