17 de março de 2011

Ponto M




Mais uma noite, mais um Ponto M aqui no seu Televisão – Opinião. Sílvia Rizzo foi a “convidada especial” da Vanessa na semana passada e esta semana também eu trago uma conhecida profissional da nossa televisão, claro está. Mas, desta vez, uma apresentadora.

Esteve, até à passada sexta-feira, diariamente, nas manhãs de Carnaxide, mas agora que deu lugar a Júlia Pinheiro, vê-mo-la aos domingos, na sua “casa de sempre”, o Fama-Show.

É exactamente isso que está a pensar, Vanessa Oliveira é a estrela central do nosso desfile de hoje.

É uma das mais promissoras apresentadoras da actualidade e alia todo o seu profissionalismo à beleza. Embora não seja totalmente “natural”, uma vez que já recorreu à cirurgia plástica, não é por isso que deixa de ser uma das mais belas mulheres dos nossos ecrãs. E, mais do que a beleza que possuí, não nos podemos esquecer ainda do excelente bom gosto que tem.


Com uma fantástica forma física, Vanessa Oliveira gosta de se apresentar, grande parte das vezes que aparece nos ecrãs de saia, e não de calças, excepto quando está em reportagens para o Fama-Show, momentos em que está com um visual mais descontraído. Ainda assim, e até porque tem umas pernas bastante belas, opta diversas vezes por vestidos curtos ou minissaias, o que acaba por ainda fazer com que pareça mais alta.

Falando ainda um pouco sobre ocasiões que impliquem um visual mais sofisticado, como os Globos de Ouro, é bastante notório que a comunicadora gosta de optar por vestidos mais longos e que, claramente, beneficiam as suas formas. Na grande maioria das vezes com a assinatura Elsa Barreto, pode dizer-se que “qualquer trapinho lhe cai bem”, mesmo até nuns simpáticos e sempre confortáveis calções curtos de ganga, por exemplo.


Gosto particularmente de a ver com tons mais alegres, como rosas, azuis ou verdes, que ajudam a salientar a beleza dos seus olhos. E são precisamente eles que dão ainda mais graça à apresentadora. Quem fica indiferente aos penetrantes olhos verdes de Vanessa Oliveira? Muito pouca gente, creio.

Quanto ao seu cabelo, nos últimos tempos tem optado por manter a franja de há alguns anos e, não sendo eu um particular fã deste penteado, creio que lhe assenta muito bem e a ajuda a salientar ainda mais o olhar.


Muito aqui poderia escrever sobre o guarda-roupa daquela que considero uma das mais bonitas e bem vestidas apresentadoras da televisão portuguesa, mas tornar-me-ia muito extenso e acabaria por tornar-se maçador. E maçador é algo que o visual de Vanessa Oliveira não é. Uma grande profissional, que sabe muito bem que a imagem que tem em nada a prejudica.

… Três Pontos …


Sabia que:


- Já existe no mercado dos produtos “faça você mesmo” um acessório que funciona como uma régua de nível para cortar o cabelo? Chama-se Crea Clip e é o indicador de equilíbrio no centro da cabeça, para que o corte não fique torto.


- Os designers da Complete Technique criaram um pendente que reproduz a cobiçada máquina fotográfica Leica M8. Muitas são as fãs de fotografia que adoram este acessório.


Assim termina mais um Ponto M!

Tenha uma boa semana e boas modas!

Falar Televisão

Porquê Ana Lourenço?


Foi na passada terça-feira que o excelentíssimo primeiro-ministro do nosso país concedeu uma entrevista à televisão de Carnaxide. Mais uma vez, à semelhança do que tem acontecido nos últimos tempos, a pivô da Edição das 10 da SIC Notícias foi a escolhida para entrevistar José Sócrates.

Não me vou aqui alargar muito sobre a performance da jornalista que, no meu entender, podia ter sido um pouco mais ousada, mas não deixa de ser curiosa esta escolha da direcção de informação.


Sabendo de antemão que normalmente uma entrevista ao primeiro-ministro é algo que capta muita atenção dos telespectadores, porque terá a SIC escolhido para tal “acontecimento” uma pivô do seu canal de notícias? Não, não tenho nada contra Ana Lourenço. Mas não consigo perceber porque é que se escolhe para uma entrevista a José Sócrates uma profissional que poucas ou nenhumas oportunidades tem tido na generalista. Seguindo a lógica, seria Clara de Sousa a desempenhar tal função, até porque já fez várias entrevistas e foram um grande sucesso.

Mas a questão aqui também se coloca porque Ana Lourenço há muito que provou ser capaz de fazer qualquer coisa com muita distinção, e cada vez mais me questiono porque é que ainda não está, por exemplo, na apresentação do noticiário de almoço durante a semana. Foi por lá que começou Clara de Sousa e hoje já é a cara maior da informação SIC.

É por estas “opções” que aquela que foi, em tempos, a maior fonte de rendimento da televisão do grupo Balsemão é hoje a terceira escolha dos portugueses.

Ivo Soares sofreu para chegar a "Portugal Tem Talento"


Foi um dos favoritos do público do último domingo, e promete não parar de surpreender no programa apresentado por Bárbara Guimarães. Com um "T" de talento inscrito na sua personalidade, Ivo Soares sofreu para arriscar na sua vida. "Lidava mal com a minha fala. Até deixei de falar. Agora resolvi expor-me no programa. Estava farto de me esconder e calar. Se tenho voz é para a usar. Resolvi enfrentar o medo. Não foi fácil, mas está a ser compensador", explicou o jovem à TV Mais desta semana.
Depois de vivenciar um episódio negativo com um professor no Conservatório, após este gozar com a sua gaguez, Ivo Soares sente que em "Portugal Tem Talento" pode ter a oportunidade da sua vida: "Já ganhei muito com a minha participação. Seria bom que o programa me abrisse novas portas. Gostava de estudar música no estrangeiro. Seria algo em que apostaria se ganhasse o prémio final".

Por fim, e independentemente de ser ou não o grande vencedor do talent-show do terceiro canal, o estudante da Escola Secundária de Palmela tem o objectivo de transmitir que o ser humano é capaz de alcançar os seus sonhos quando se esforça por eles: "O que quero transmitir é que devemos seguir os sonhos, independentemente das nossas dificuldades".

Quiosque: TV Mais

Esta noite...


O Ponto M, estará em linha às 21:00 em ponto!

Manuela Moura Guedes comenta transferências na Informação


Depois de ter protagonizado uma das grandes transferências no final do ano passado, Manuela Moura Guedes pronunciou-se sobre a entrada de novas caras na estação de Queluz de Baixo. Segundo a mulher de José Eduardo Moniz, desde há algum tempo que a TVI precisava de um refresh na informação: "A TVI precisava de mudar, mas não sabia que era para já".

Em relação à possibilidade do seu marido se juntar à equipa de Carnaxide, a jornalista explica que não comenta esse assunto: "Não falo sobre isso, essa pergunta é para ele. Não somos um kit".

A aguardar ainda pela data de estreia do seu programa, Manuela Moura Guedes não desespera! "Não estou muito ansiosa... Aparecer não é coisa que me fascine. Mas de fazer jornalismo tenho muitas saudades", frisou à TV Guia.
Por fim, resta referir que o novo formato da estação de Carnaxide já tem coordenador de conteúdos: Carlos Rodrigues, subdirector de Informação da SIC.

Quiosque: TV Guia

Fala-se 17/03/2011


Boa tarde! São 15:00h em ponto e está em linha o Fala-se desta quinta-feira.


Isabel Figueira

Isabel Figueira não está numa boa fase da sua vida. A apresentadora do TOP + foi internada na semana passada, no hospital de São Francisco Xavier, em Lisboa, com o diagnóstico de uma intoxicação medicamentosa.


Além de estar a recuperar da doença, a apresentadora tem agora outra preocupação, tentar manter o filho Rodrigo ao seu lado. Segundo a Tv Guia “César Peixoto tem feito de tudo para proteger o menino, de 4 anos, depois da situação que a ex-mulher viveu”. O jogador do Benfica foi buscar o filho à escola e Isabel Figueira já apresentou queixa na GNR.



Sofia Ribeiro


Sofia Ribeiro e Rúben Rua vão dar o nó no Verão deste ano, e os preparativos já estão a ser tratados.

Na moda Lisboa, Sofia Ribeiro afirmou à TV Guia o seguinte: “Não vou revelar como vai ser o vestido. Ainda não está definido quem vai ser o criador, mas já está na minha cabeça. Tenho várias ideias".

Apesar da sua prioridade ser o trabalho, a actriz revela à referida revista o  desejo de ser mãe: “É conhecido que eu adoro crianças e que quero muito ser mãe”. Quanto à data ideal? “Não sabemos o dia de amanhã, vamos ver o que o futuro nos reserva”, confessou.


Quiosque: TV Guia


Diogo Infante de volta à RTP1


Será no dia 21 de Março que Diogo Infante irá regressar aos ecrãs da estação pública. Com uma nova temporada de "Cuidado Com a Língua!", o também actor está ansioso com a estreia do programa: "Adoro este programa e tenho enorme prazer em apresentá-lo".
Apesar de muitos serem os que pensam que o formato da RTP1 não incorporará novidades, Diogo Infante explica que não é isso que irá ocorrer: "A grande novidade tem que ver com o acordo ortográfico. Os telespectadores terão a oportunidade de se familiarizar com as mudanças que já estão em vigor".
Sobre a sua posição em relação a esta mudança na escrita portuguesa, o director do Teatro Nacional D-Maria II não se opõe a ela. "Não sou especialista, mas aquilo que sei é que a língua e a escrita evoluem naturalmente. Essa situação pode, por um lado, fazer perder identidade, mas, por outro, permite-nos ganhar proximidade", explicou à TV Guia.

Com 13 programas gravados, Diogo Infante terá a ajuda de Maria Flor Pedroso na locução. Resta por isso esperar pela próxima segunda-feira, para acompanhar a estreia da sétima temporada de "Cuidado Com a Língua!".

Quiosque: TV Guia

Manuela Moura Guedes estreia "A Rede Social" em Abril


Janeiro e Março chegaram a ser os meses anunciados para a estreia da jornalista nos ecrãs da SIC, no entanto, depois de alguns adiamentos, parece já estar decidido que Abril será o mês escolhido. Escolhido está também o nome do formato.


De acordo com a edição desta quinta-feira do Correio da Manhã o novo programa de Manuela Moura Guedes terá como nome A Rede Social, que, numa primeira fase, terá a duração de 50 minutos diários ao longo de treze semanas e vai apostar em conteúdos de reportagens, sobretudo de investigação, bem como debates e entrevistas em estúdio.


Segundo o referido jornal, A Rede Social ainda não tem uma equipa totalmente fechada, uma vez que a polémica jornalista pretende que dois elementos dos quadros da TVI façam parte deste programa, todavia, a SIC oferece um contrato de prestação de serviços e, por esse motivo, ainda não há acordo.

Contactados pelo CM, Manuela Moura Guedes e Alcides Vieira recusaram-se a adiantar pormenores.


Quiosque: Correio da Manhã

Revista de Imprensa - 17/03/2011


Bom dia! Bem-vindo à rubrica revista de imprensa.

Equipa reunida, mãos à obra.


Júlia Pinheiro estreou Querida Júlia na segunda-feira e está já empenhada no próximo Reality-show da SIC, Peso Pesado.

A apresentadora já conhece todos os membros da equipa que vão tentar fazer deste programa um sucesso, e é na Herdade das Casas do Sal, em Alcáçer do Sal, que ela vai dar as boas vindas aos concorrentes que ali vão permanecer durante três meses.

No próximo sábado, dia 21 de Março é o ponto de partida para as gravações da primeira fase do Reality-show.

Vinte concorrentes, dois treinadores e uma equipa de médicos especializados, como por exemplo Teresa Branco, fisiologista, vão integrar um projecto, onde o objectivo dos concorrentes é a perda de peso e consequentemente aquisição de hábitos alimentares saudáveis, mais saúde e bem-estar.

Após vários castings, os treinadores foram escolhidos e apesar de tanto segredo envolto no programa, a TV Guia desta semana apurou que o clube Homes Place vai apoiar os concorrentes.

Quem também vai ter um espaço no Reality-show é a nutricionista Helena Cid . "Por motivos profissionais, não vou poder entrar a tempo inteiro, mas vou ter uma rubrica no programa. Vai ser uma coisa diferente e muito engraçada” considera.


Catarina Furtado feliz com o trabalho


Catarina Furtado, apresentadora da RTP, está contente e satisfeita com o seu trabalho e não tem medo do futuro na estação pública.

Foi a partir do Convento do Beato, no dia de aniversário da RTP, em Lisboa, que a mulher de João Reis conduziu a gala denominada Um por Todos. Tendo sido esta dedicada ao seu mais recente programa na RTP, Príncipes do Nada, o objectivo foi ajudar as pessoas que vivem em piores condições não só em África como também em Portugal.

A apresentadora considera estas acções como "o melhor aproveitamento que se pode fazer do poder da Tv. Com qualidade, boas histórias, boa música e muito boa vontade!”.

Além de toda a satisfação profissional que sente em ajudar os mais necessitados, a apresentadora sente-se realizada.

A preparar já a terceira série de Príncipes do Nada, Catarina Furtado felicita a RTP, Nuno Santos, Judite de Sousa e José Alberto Carvalho: “Desejo que a RTP continue o caminho seguro na informação, desejo muita sorte ao Nuno Santos no seu regresso e aproveito para enviar um abraço ao José Alberto Carvalho e à Judite de Sousa”

Quanto ao seu futuro, Catarina afirma à TV Guia o seguinte: “A minha preocupação é fazer o melhor possível o meu trabalho”. “Sou empreendedora”, é esta a forma como se classifica.


Citação do Dia:
"Começou uma longa e dura batalha"
Júlia Pinheiro



Curiosidade do Dia:

Quando o governo anunciou que o golf (desporto) ia ter uma taxa de 6% de IVA, o Jornal da Tarde da RTP, anunciou a notícia com imagens de um carro da marca Volkswagen Golf. Pode ver o engano neste vídeo.


video


Quiosque: TV Guia, Diário de Notícias

Fecho


Boa noite. O Fecho de hoje incluí uma crónica da autoria de Joel Neto, retirada do Diário de Notícias.


Os meus botões


Volto a olhar para o "caso Homens da Luta", incluindo esta sua nova (e inesperada) inclinação para se levarem a sério, e vejo de repente fazer-se luz sobre uma suspeita que já tinha, mas ainda não conseguira sistematizar: os humoristas profissionais têm, regra geral, muito pouco sentido de humor. Aliás, isso parece-me agora tão claro que o mais provável é estar já mais do que fixado no cânone, humilhando-me a mim e à minha incultura.


E, porém, nunca é tarde para perceber algo verdadeiramente fundador na cultura pop ocidental, com expressão (percebo-o agora) no cinema, na música e, naturalmente, na televisão também.



Um humorista profissional, como a ficção já se esforçou por nos demonstrar, pode ser um verdadeiro escravo da obrigação de fazer rir, o que é de facto uma coisa muito pouco engraçada.


Entretanto, há a pequenez do País, no qual a snobeira é às vezes recurso suficiente para forjar ascendente sobre o próximo - e, perante tal subalternidade, um expediente de tão fácil acesso pode ser uma tentação.



Depois, há ainda a chamada deformação profissional. Conhecedores das técnicas, os humoristas profissionais são também muito mais dificilmente surpreendíveis, mesmo por si próprios.


Por um lado, rir um riso franco torna-se, para eles, quase impossível. Por outro, a autodepreciação, ela própria uma técnica humorística, há-de acabar por se transformar, por familiaridade, numa couraça. Num filtro.


Conheço uma série de humoristas profissionais. Em muitos casos, pareceu-me sempre que alguma coisa ali não batia certo.



Os Homens da Luta ajudaram-me a perceber, afinal, algo muito maior do que eles. Só por isso, já valeu a pena esta saga.