6 de maio de 2011

Like & Dislike


Boa noite. Depois de uma semana de promoção intensiva e de uma crescente expectativa por parte de toda a crítica, o Jornal das 8 foi finalmente para o ar esta noite. Por isso mesmo, o Like & Dislike desta sexta-feira é todo ele dedicado a esta primeira hora de emissão que marca também o início oficial da era José Alberto Carvalho na estação de Queluz de Baixo.



DISLIKE
O nervosismo puro e a péssima realização


O Jornal das 8 estreou de uma forma demasiado atabalhoada e que mais se assemelhava a um ensaio geral. Os primeiros minutos foram aflitivos na forma como quer José Alberto Carvalho, quer Judite Sousa transpareciam o seu nervosismo e uma imensa falta de preparação e à-vontade. Sinais que demonstraram também a forma como este novo e ambicioso projecto foi preparado: em cima do joelho e em contra-relógio.
O intervalo que foi para o ar logo às 20:15, e que durou apenas uns meros 4 minutos, acabou por servir como um SOS da equipa já que a dinâmica da segunda parte deste novo jornal foi claramente melhor.

Também as gralhas nos novos oráculos e a má realização merecem um destaque negativo nesta estreia.





LIKE
O alinhamento e o fim do roda-pé.


À parte de todas estas falhas, mais ou menos justificáveis por estarmos a falar de uma estreia com o seu nervosismo inerente, foi clara a percepção de que o Jornal das 8 tem potencial para cumprir com aquilo que foi tão apregoado nos últimos dias e conseguir assim romper com o formato tradicional de um telejornal.

Apesar da má realização que não deu nenhuma importância ao novo cenário e às novas funcionalidades do mesmo, podemos considerar a nova imagem cénica como boa, tornando este espaço de informação em algo de diferente e de criativo, quando aliada à própria filosofia do jornal que acredito que venha a desmistificar-se ao longo das próximas edições.

A ‘limpeza’ do ecrã também foi notória. O desaparecimento do roda-pé, já adoptado há alguns anos atrás pela SIC, foi também ele uma mais-valia.

15 comentários:

Anônimo disse...

Concordo com o nervosimo e uma preparação em cima da perna, mas não acho que tenha havido uma má realização... E o que é oráculo???
Passando a ignorância...

Anônimo disse...

Que má rubrica do blog, começaram nervosos ao inicio mas quanto ao resto o jornal das 8 é excelente melhor do que o q se faz na sic ou rtp. Sem dúvida. E na segunda parte o condução e realização foi excelente.

Pedro Esteves disse...

Na terminologia televisiva, chamam-se de oráculos aos grafismos de roda-pé, mais propriamente, as barras com os títulos das notícias ou com o nome dos entrevistados, etc.

Anônimo disse...

Vamos sentir falta dos rodapés (com hífen ou sem hífen? Efeitos do acordo linguístico-comercial?), principalmente das calinadas que costumavam conter; se bem que foi na SIC, não podemos esquecer a memorável "troika de granizo" há alguns dias...

Anônimo disse...

Concordo com o que foi dito nesta rúbrica. Mas como é o primeiro dá-se o benefício da dúvida.

Anônimo disse...

acusar os dois jornalistas de maior referencia de falta de preparação demonstra que a comentadores que se precisam de preparar para comentar, e que comentam de cabeça quente, o que nao deveria acontecer

Anônimo disse...

Obrigado Pedro Esteves

Anônimo disse...

Houve nervosismo mas gostei dos estudios e prendeu me eu seu via o Jornal da Noite(SIC) Gostei do Jornal das 8

Luís disse...

Os intervalos dos jornais da noite da TVI, sao logo (mais ou menos) ás 20.15, nao costumam é demorar tao pouco.

Sam disse...

Em primeiro, considero normal que a principio os jornalistas não tivessem seguros, era a primeira emissão em antena na TVI com o novo formato, tão esperado por eles.

Em segundo considero que os Jornal das 8 vem mudar um pouco o panorama da informação em Portugal.

Em terceiro, aqueles dois profissionais estavam muito bem preparados, e talvez foi essa a atrapalhação. Talvez tivessem treinado demais. Ainda não conheciam bem o estudio o que explica muita coisa.

Quanto ao intervalo, pensem um bocadinho meus amigos... a seguir faláva o PR, por isso ser aquele tipo de intervalo.

Anônimo disse...

Detestei o jornal das 8!

O José Alberto de Carvalho e a judite de Sousa pareciam novatos a apresentar 1 telejornal!

Rodapés péssimos - mal se percebe o que está lá escrito devido ao tamanho das letras que é minúsculo.

Muito nervosismo, que até houve 1 parte que nem a notícia percebi direito!

Tudo ao monte e fé em Deus!

Enfim...não gostei nem 1 pouco!

Anônimo disse...

Este anónimo anda a repetir o mesmo em todos os blogs que abordam o tema do Jornal das 8!!
Mas se fosse intelige nte percebia que é normal em estreias, para não falar que é um novo projecto e que os jornalistas estão numa outra tv...

Anônimo disse...

Parece-me um excelente projecto apesar de sentir falta dos rodapés..

Anônimo disse...

Eu não concordo com o deslike , é certo que a realização pode não ser fantastica mas não é caso para a considerar má . Quanto ao nervosismo escusado será dizer que é legitmo visto que é o primeiro dia na TVI e naquele formato. Os grafismos estão óptimos (finalmente aquele vermelho e preto era horrivel) assim como o estúdio .

televisão nacional disse...

Eu não concordo com o deslike , é certo que a realização pode não ser fantastica mas não é caso para a considerar má . Quanto ao nervosismo escusado será dizer que é legitmo visto que é o primeiro dia na TVI e naquele formato. Os grafismos estão óptimos (finalmente aquele vermelho e preto era horrivel) assim como o estúdio .