27 de março de 2011

O Protagonista

Boa noite. O domingo passado marcava a estreia da nova aposta da estação de Queluz de Baixo, "Anjo Meu". Uma semana depois, outra novidade é apresentada pelo canal da Media Capital. "Perdidos na Tribo" é o concurso que sucederá a "Uma Canção para Ti", prometendo surpreender com os mais variados desafios. Assim, o novo programa conduzido por Leonor Poeiras é "O Protagonista" desta semana!



Foi pela imprensa que ficamos a saber que "Perdidos na Tribo" será a próxima aposta da TVI na área dos reality-shows. Bem ao estilo de "Survivor" ou "Fear Factor", "Perdidos na Tribo" já é ansiado por milhares de telespectadores. Porquê? Por ser diferente. Depois de talentos, e talentos, e mais talentos, a cantar ou a dançar, o canal da Media Capital apresenta-nos finalmente um ingrediente diferente que já havia sido mostrado no passado. Mais uma vez não existe uma novidade óbvia, porém espera-se que este novo formato consiga despertar o interesse dos telespectadores nacionais.

No meu ver, e apesar de dar uma espreitadela a "Portugal Tem Talento" e "Uma Canção para Ti", desde há algum tempo que deixei de ser espectador assíduo, pois ambos os concursos não me surpreendem. Apesar de Bárbara Guimarães estar no seu melhor, e de Cristina Ferreira e Manuel Luís Goucha terem sucesso em qualquer horário da televisão nacional, a verdade é que estes dois talent-shows são exactamente mais do mesmo. Nas primeiras semanas fez sentido sentar-me no sofá e estar atento à SIC e à TVI ao domingo, porém não é o que se passa neste momento. Por mais dotes artísticos que os concorrentes tenham, não conseguem captar-me a atenção, infelizmente.


Assim, espero por "Perdidos na Tribo" e "Peso Pesado", por conseguirem oferecer algo mais ao público para além de músicas repetidas, e alguns talentos que não surpreendem.
Com a apresentação de Leonor Poeiras, e participação de caras bem conhecidas do grande público, o novo concurso da TVI transporta os telespectadores para a aventura, para o risco, para uma realidade diferente. Se irá aumentar o grau de conhecimento do público? Certamente não, contudo a televisão tem um importante papel na vida de qualquer um de nós: o entretenimento. Nesse sentido, não vejo qualquer aspecto negativo em "Perdidos na Tribo" ser a próxima aposta da estação de Queluz de Baixo.



Ainda sobre Leonor Poeiras, fico deveras contente por ser-lhe apresentada uma proposta de horário nobre após o seu sucesso na "Casa dos Segredos". Estando "Agora É Que Conta" a dar as últimas nas audiências, a apresentadora merece um desafio maior, e melhor. Apesar de ser temporário, implica responsabilidade e, acima de tudo, profissionalismo. Leonor Poeiras merece mais um oportunidade, uma irreverente oportunidade, que a colocará num papel que tão bem desempenhou no passado, ao apresentar "Fear Factor".


Em relação ao grupo de concorrentes, nada a acrescentar. O dinheiro é necessário para qualquer um de nós, e não tenho dúvidas que o "sim" de alguns deles foi baseado na quantia oferecida pela TVI, assim como pela visibilidade que poderiam ter com o formato. Unir José Castelo Branco a Vera Ferreira parece-me uma ideia engraçada, assim como dar a oportunidade a José Carlos Pereira de provar aos telespectadores que o seu problema com o alcool já faz parte do passado. Kapinha, Marta Cardoso, Sérgio Vieira, Luís Lourenço, Mafalda Teixeira? Não me surpreendem. Aliás, tenho condições para afirmar que tal como José Castelo Branco, Marta Cardoso prepara-se para fazer um hat-trick em mais um reality-show nacional. Um feito! A selecção dos concorrentes não foi má, porém também não foi a melhor. Tantas caras da nossa praça pública que poderiam dar origem a momentos engraçados em "Perdidos na Tribo" foram esquecidas!



Independentemente de tudo, considero que possa estar neste concurso um novo sucesso, e uma hipótese de a TVI vencer o "Peso Pesado" da SIC.
Venham lá daí essas tribos!




24 comentários:

TVI Blog disse...

Este programa será fantástico, e inovador na televisão portuguesa, mas quando dizes que não vai aumentar o conhecimento dos portugueses Diogo, não concordo muito bem contigo.

Este programa vai permitir a todo o Portugal alargar a sua diversidade cultural, mais conhecido como Multiculturalismo.

«Perdidos na Tribo» vai permitir conciliar a igualdade e diferenças, isto é comunidade de projectos e valores, além de que este programa tem uma grande componente de compreensão intercultural, o que permite também evitar a exclusão e a violência.

A Cultura é algo complexo que engloba os conhecimentos, as crenças, a arte, o moral, as leis, os costumes e todas as outras disposições e hábitos adquiridos pelo homem enquanto membro de uma sociedade (tudo o que o homem acrescenta à Natureza).

Este programa vai combater o Etnocentrismo, o racismo etc, e claro abrir a mente dos portugueses ao Relativismo Cultural (aceitar culturas diferentes), assim como o Interculturalismo.

Sendo este programa rico em coisas novas, e acima de tudo educativas e de conhecimento geral, parece-me uma excelente aposta para a TVI.

Tudo isto é superior a qualquer pessoa no Ginásio a tentar emagrecer à pressa. Poupem-me.

Que venham daí essas tribos! :)

luis disse...

este programa irá fazer-me ver de novo a tvi aos domingos á noite, por ser algo de diferente , por me parecer muito interessante e por ser apresentado por Leonor poeiras, que é a apresentadora que mas gosto da tvi, logo a seguir á Iva.
Tambem acho que este programa vai enriquecer a cultura dos Portugueses

Anônimo disse...

enfim ... pessoas com mentes primitivas nunca vão aceitar programas novos e inovadores, como é o casop deste.

Gosto da escolha da leonor. Isto vai liderar em audiências!

Concordo Luís, ela é a melhor.

DS disse...

O que vende não é a cultura, mas sim os choros, as discussões, os gritos, o medo, a violência. Assim, duvido muito que a TVI coloque o multiculturalismo acima das cenas de José Castelo Branco e das cantorias de Vera Ferreira. Sejamos realistas.
Respeito a vossa opinião, mas não concordo com ela, o que não me leva a não ansiar o programa. Muito pelo contrário!

Cumprimentos,
DS

DS disse...

Em relação ao resto do comentário do Rodolfo, agora que leio melhor, deixa-me que discorde de ti noutro aspecto. Consideras o racismo um problema, então e a obesidade que afecta milhões de pessoas em todo o Mundo? Então, neste caso, seria fundamental combater estigmas e tentar mostrar que também as pessoas com um peso acima do normal conseguem "chegar lá". Logo, também "Peso Pesado" - vai permitir conciliar a igualdade e diferenças, isto é comunidade de projectos e valores, além de que este programa tem uma grande componente de compreensão intercultural, o que permite também evitar a exclusão e a violência -, isto segundo as tuas palavras. À excepção da palavra "intercultural", não tenho dúvidas que descreveste "Peso Pesado" da melhor forma.

Atenção que não estou a dizer que um programa é melhor que o outro. Ambos têm os seus prós e contras, logo não são perfeitos.

Cumprimentos,
DS

TVI Blog disse...

Diogo, o multiculturalismo é isso mesmo é a relação entre nós (Ocidentais) com eles (povos primitivos).

Tal como vemos no vídeo, haverá uma troca de culturas, de saberes. Eles vão-nos «ensinar» muitas coisas, e nós a eles. Tudo isto é o Multiculturalismo, é a diversidade de culturas, e este programa vai ser muito rico nesse sentido.

Em relação ao Castelo Branco, todos sabemos que a TVI o foi 'pescar' de novo para trazer o lado de humor ao reality, e toda a gente sabe que o Zé no meio dos Indios só dá mesmo para rir. Essa é a vertente cómica do programa, que também faz parte ter.

Mas pronto, há que destacar lados negativos, embora eu não os veja, o Diogo vê.

TVI Blog disse...

Diogo eu não estou aqui para entrar numa de 'TVI é a melhor', porque digo-te já que o «The Biggest Loser» passa-me ao lado, e se ganhar nas audiências, que ganhe à vontade, estou nem aí para isso. Que lidere à vontade.

Eu apenas vim aqui deixar a minha opinião sobre este novo programa da TVI, ao qual acho super rico em cultura e vai dar algo novo aos portugueses, e apenas acho que tem um conteúdo mais recheado que o concorrente, só isso.

É a minha opinião, e não, não são programas perfeitos. A começar pela escolha dos concorrentes, que nem todos concordo por exemplo.

Mas pronto...

Luis fernandes disse...

o Facto é que os portuguêses vão encontrar nos próximos domingos, uma diversidade cultural incrivel.

Na RTP: (Esqueçam porque é a treta de sempre, talent - show)

Na SIC: O peso pesado, um programa que vai salvar vidas em portugal e lutar contra a obesidade. Os espectadores vão encontrar uma motivação e juntos, perderem peso!

Nos lados de Queluz de baixo: Perdidos na Tribo vai oferecer aos espectadores um mundo exótico. Vai permitir com que as pessoas possam conhecer o mundo dos indios que é uma cultura completamente diferente da nossa.

É só isso. Os portugueses que escolham.

Eu prefiro o The Biggest Looser, mas há quem prefiram os outros 2.

Luís disse...

Correcção o Castelo Branco já participou em 3 reality shows! Este é o terceiro. Participou em: Quinta das Celebridades; 1ª Companhia e Circo das celebridades

DS disse...

Obrigado pela correcção Luís!
Tem toda a razão ;)

Anônimo disse...

Finalmente não existem aqui comentários depreciativos. Pois, parece que a Maria ainda não apareceu por cá.

TVI Blog disse...

Anónimo não fale no Diabo pois ele ...

Luis fernandes disse...

A Maria é como eu. Eu sou afectado nos Blogs TVI BLOG, SIC BLOG, MAIS TVI e a Maria neste.

Coitados de nós.

Anônimo disse...

Esse TVI BLOG tem piada...
Apesar de reconhecer que tem o Biggest Loser tem algum conteudo não vai ver pois não lhe diz nada...
Mas a Casa dos segredos que de conteudo não tinha nada, viu!

Ja agora,uma pergunta que vai ficar sem resposta...

Se o Biggest Loser desse na TVI apresentado pela Julia Pinheiro, uma das suas apresentadoras preferidas(que agora ja nao é porque esta na sic), você via o programa?

Maria A. disse...

Boa pergunta, Anónimo das 23:06.
Claro que o TVIBlog não vai responder-lhe...mas já conhecemos a resposta!
Se «The Biggeste Loser desse na TVI, apresentado pela Júlia Pinheiro, claro que merecia todas as honras!
Assim na SIC não vai vê-lo!

Ao ler todos estes comentários, verifico que há falta de transparência nos amantes da TVI.

Falam de fanatismo, mas são eles a sua expressão máxima!

Depois é a Maria! É muito engraçado!

Ainda bem que há aqui bastantes leitores, que tal como eu, não sofrem de TVISMO AGUDO, uma doença que enlouquece e põe de lado todos os princípios de boa educação!
E, tal como eu, não se importam de mostrar que não estão infectados com a tal doença, que descontrola!
Parabéns!

Os 2 programas começam brevemente. Vamos aguardar!
Até lá, os amantes da TVI poderiam fazer o favor de estar menos ansiosos!
Será a sensação de fragilidade do programa da TVI, que o próprio Moniz guardou na gaveta??

Anônimo disse...

Claro que também vão ver. Os da SIC é que não respeitam os programas da TVI. Parece que só a SIC é que é a boa!!!

TVI TVI disse...

Ó amigo, mas porque é que não vêem primeiro ambos os programas e depois dão a vossa opinião? Não se pode agradar a toda a gente. Não vale a pena é estarmos todos a matar-nos... isto é doentio. Já parece a rivalidade entre o Porto e o Benfica.

Maria A. disse...

Estou de acordo, D.S.

A obesidade chega a ser a causa de muitas mortes, principalmente entre as jovens, desenvolvendo doenças, como a anorexia e a bulimia, que podem ser mortais, se não forem tratadas a tempo.

A sociedade desenvolveu uma imagem-tipo, elevando a magreza exagerada de certos modelos.

Mas os «gordos» também podem chegar lá. Como exemplo, o Fernando Mendes, exemplo de sucesso.

Porém, todos sabemos que «gordura não é formosura», como se pensava nos tempos antigos.

Além de afectar a estética, a gordura pode conduzir a muitas doenças, como a diabetes, a hipertensão ou problemas cardíacos, que podem antecipar a morte.

Ora parece-me mais importante, um programa que ensina a comer de uma maneira saudável e a desenvolver hábitos saudáveis como o exercício físico, sob o olhar atento de médicos nutricionistas.
É muito mais útil para a vida, ajudando milhares de pessoas que sofrem de obesidade, e que tentam vencê-la através de dietas prejudiciais para a saúde... do que ver gente pseudo-famosa, andar perdido nas tribos, sem aprender nada!
Sim, porque famosos... onde estão? O Castelo Branco? Os concorrentes de outros reality shows da TVI?

Os verdadeiros famosos, como o Vítor Espadinha e outros, disseram «não» ao programa!

Mas é a minha opinião...e pelo que vejo, a opinião de muita gente neste blog.

A ver vamos, como diz o ooutro!

Maria A. disse...

Luís Fernandes, o que acontece é que a doença «TVISMO AGUDO» não nos afectou!
A nós...e a outros leitores deste blog!
Não é nenhuma epidemia! Por que carga de água havia de afectar-nos?

PAULO SANTOS disse...

Cara Maria A.

A menina não sofre de "TVISMO", expressão que terá inventado para insultar os seguidores da TVI (depois os outros é que a ofendem).. mas olhe que sofrerá por certo de "SICISMO", deve ler-se "Siquismo", pois a leitura correcta podia levar a interpretações erradas. Se a menina se preocupasse mais em ver televisão de qualidade e a pegar num livrinho para ler de vez em quando ganhava mais do que andar para aqui a criar constantes rebolias sem nexo algum. Cresça Maria, está na altura.. (imagino)

oluap disse...

Concordo Paulo Santos. A Maria fica indignada quando falam mal da SIC...mas adora dizer mal da TVI. Depois ainda diz que os outros é que são isto e aquilo. Ela é que sofre demais pela SIC e se não gosta que critiquem a estação, provavelmente, os outros também não acham bem que sempre que escreve nos blogs seja para dizer mal dos programas TVI. Nunca ndiz bem de nada. Também me parece ser um fanatismo algo doentio...depois os outros é que a ofendem...coitadinha!!!

RI Ri RI disse...

Será que a Maria é a Gabriela sobral disfarçada???

VINTE disse...

A RTP é que deve ser a melhor. Pelo menos ninguém fala dela...

Maria A. disse...

Não, Paulo( oluap), não sou coitadinha!
Apenas tenho um fraquinho pela justiça ... e apresento a minha opinião. Não penso pela cabeça dos outros.

Vou tranquilizá-lo, pois parece que não dorme sossegado: a «doença» que diz que eu inventei, não pertence ao foro das doenças infecciosas, nem me parece ser mortal.

Cura-se com leituras sobre televisão, e comparando o desenvolvimento ( e qualidade) das audiências nestes últimos anos, em que uma televisão que foi líder cai a pique, tal como aconteceu com a SIC,que teve shares de 50%, nunca imaginados pela TVI, num ciclo anterior!

São ciclos! A História processa-se assim: com ciclos, que têm a seu tempo o começo e o fim! Desde os primórdios do mundo que é assim!

Ao diagnosticar a «doença», não insultei ninguém! Os diagnósticos não ofendem ninguém! Apenas alertam!
Certo?