6 de março de 2011

O Protagonista



Muito boa noite! Seja bem-vindo a mais uma edição de "O Protagonista"! As transferências na informação prometem não parar! Na semana passada José Alberto Carvalho e Judite de Sousa uniam-se por uma nova equipa na TVI, colocando assim uma grande questão na RTP1: "Qual o próximo director de informação?". Assim, e passado cerca de uma semana, uma resposta parece estar prestes a validar-se: Nuno Santos. É ele o grande convidado desta rubrica nesta semana!


José Alberto Carvalho e Judite de Sousa colocaram grandes questões ao abandonarem a RTP1. Sentido-se como um "dado adquirido", numa estação onde os agradecimentos tardavam a chegar, os dois jornalistas optaram pela informação de outro canal. Um desafio? Não, muito mais que isso. Com uma vontade de mudar, o novos profissionais da TVI quiseram sentir-se valorizados, não tendo de dar satisfações a ninguém sobre os mais diversos assuntos relacionados com a vida profissional (cargos, vencimentos, entre outros).

Foram vários os anos que dedicaram à estação pública, e foram muitas as horas que gastaram a trabalhar por um projecto vencedor que, de um momento para o outro, ficou aparentemente sem um líder. Normalmente, pensar-se-ia que esse seria o fim de um ciclo, porém duvido que seja isso a acontecer. A ligação dos portugueses com a RTP1 é forte, sendo este o canal que sintonizam quando o relógio toca as 13:00h e as 20:00h. Muitos dos que lerem esta rubrica pensarão: o "Jornal da Uma" já arranha a liderança do "Jornal da Tarde", e por vezes o "Telejornal" é ameaçado pelo "Jornal Nacional".
São constatações que eu aceito, no entanto se no dia de amanhã ocorresse um atentado, não tenho dúvidas em qual a estação os telespectadores escolheriam para se informar. Não é uma critica à concorrência, é uma verdade que tem vindo a ser construída desde há vários anos.


Desta forma, parte-se agora para uma nova fase no primeiro canal. Segundo o jornal Público, parece ser Nuno Santos uma das peças fundamentais para ela se iniciar. Será que o actual director de programas da estação de Carnaxide irá juntar-se novamente à equipa da RTP1 enquanto director de informação do canal? Não é ainda certo, porém é provável que isso venha a acontecer. Numa altura em que se espelha um futuro esperançoso para a estação de Carnaxide, talvez seja necessário reformular a equipa que por lá toma decisões.

Depois de dois anos a dar a cara pelo canal de Pinto Balsemão, e de os resultados terem sofrido várias oscilações, parece-me que Nuno Santos deixou de ser desde há algum tempo uma "chave" na SIC. Com uma Júlia Pinheiro muito forte ao nível do entretenimento, uma Gabriela Sobral com importantes contactos na ficção e, por fim, um Luís Marques apto para trabalhar nas próximas apostas do canal, o marido de Andreia Vale deixou de ter um papel tão importante como no passado. Lançar esta constatação pode ser um risco, mas faz sentido se tivermos em conta a mensagem que chega aos telespectadores pela imprensa ou pela própria Internet.
Assim, um recomeço seria um decisão que exigiria de Nuno Santos uma grande ponderação.
Imaginando que a resposta fosse "sim", novos valores se levantarão no mercado das transferências, com um lugar por ocupar em Carnaxide. Tal como noticiado pelo Televisão-Opinião, José Eduardo Moniz poderá ser o possível sucessor de Nuno Santos, e completar a equipa que anteriormente era constituída no canal da Media Capital. Ficam desta forma lançadas as armas para um futuro que promete ser aliciante ao nível do mercado televisivo.
Eu, você, todos nós, estarem cá para assistir! Na informação, ficção ou entretenimento, esta possível transferência de Nuno Santos apenas vem alimentar os ecrãs nacionais que, nos últimos tempos, têm sofrido as mais variadas mudanças.

Da minha parte, apenas tenho a confessar o meu respeito por Nuno Santos. Sempre me agradou o seu trabalho, independentemente das decisões com as quais não concordei. Apesar de tudo, merece uma salva de palmas por todo o trabalho que desenvolveu num projecto que estava "encoberto". Veremos o que se segue para este profissional!

2 comentários:

Miguel disse...

"Da minha parte, apenas tenho a confessar o meu respeito por Nuno Santos. Sempre me agradou o seu trabalho, independentemente das decisões com as quais não concordei. Apesar de tudo, merece uma salva de palmas por todo o trabalho que desenvolveu num projecto que estava "encoberto". Veremos o que se segue para este profissional!"

Concordo totalmente!

Anônimo disse...

Pois eu não concordo:
E se este blog se chama televisão-opinião também tenho o direito de dar a minha opinião:
Não se pode aplaudir quem levou uma estação de televisão ao descalabro.
Não merece respeito quem não trabalhou com dignidade quem cometeu erros atrás de erros como o Nuno Santos.
Penso que este novo cargo será mais a sua área,e aí sim possa fazer um bom trabalho,coisa que não fez enquanto esteve á frente da SIC.