26 de novembro de 2010

Falar Televisão


A Desgraça É Que Conta

A intenção em mudar e fazer algo de minimamente diferente nas tardes televisivas, foi boa. Mas com as audiências a cair a pique, as temáticas do drama, da pobreza e do choro acabaram mesmo por falar mais alto no ainda há pouco estreado Agora é Que Conta.

Nos últimos dias, o programa de Fátima Lopes, para além de continuar a pagar as contas aos portugueses, não prescindiu de acrescentar ao seu alinhamento algumas histórias emotivas e de lágrima fácil. Famílias carenciadas, que vêm na televisão e na exposição pública a solução de todos os seus males, recorrem à ‘santa Fátinha’ para ajudá-los nestes dias difíceis de crise financeira, oferecendo-lhes bens materiais. Tudo isto depois de uma exaustiva exploração da situação em que cada pessoa se encontra, através de reportagens nas terríveis condições onde as pessoas habitam, imagens que mostram frigoríficos vazios e imenso choro dos ‘pobres coitados’.


Fátima Lopes, que via nesta ida para Queluz de Baixo uma extravagante mudança de registo televisivo, parece ter dado alguns passos atrás. Nestes novos espaços do Agora É Que Conta, os tiques à Vida Nova ou à manhãs da SIC são imensos, com o regresso daquela Fátima querida e que até chega a ficar com algumas lágrimas nos olhos, com que nos habituamos ao longo dos últimos e largos anos


Em termos de números, nestes primeiros dias a nova aposta ainda não surtiu grandes frutos. Até porque não devemos esquecer que Agora É Que Conta está em confronto directo com Caras & Bocas em últimos episódios e com um Portugal em Directo sempre forte no Inverno, fazendo com que Fátima Lopes não descole da casa dos 23 pontos percentuais em share.

2 comentários:

Anônimo disse...

este programa é uma farsa do princípio ao fim!
nao cativa, nem inova em nada. é tudo fachada...e as audiencias são o pago dessa "Desgraça é que conta"

Alexandre disse...

Ela podia ter feito algo melhor, das 17h às 18h30.. não?
As tardes da TVI são más, começam pela Oprah Portuguesa e depois com isto...
Tal como o Boa tarde da Conceição Lino não teve audiências FANTÁSTICAS.